Escola e Família

 

 

Normalmente a família aproxima-se da escola apenas quando é solicitada a comparecer, em geral em função de alguma queixa relativa ao aprendizado ou a comportamentos do estudante considerados inadequados para o ambiente escolar. Nestes casos, a presença da família na escola costuma desdobrar-se em dois movimentos: ou o encontro não é bem mediado, afastando ainda mais a família da escola; ou esta se dá conta da importância de sua participação na vivência escolar de suas crianças e/ou adolescentes. 

 

Em encontros bem-sucedidos, escola e família compreendem que a escolarização é um processo relacional, em que está em jogo, além da individualidade de cada estudante, as relações estabelecidas entre escola-estudante-família durante este processo. As situações escolares não são discutidas por meio da atribuição de culpas, mas compartilhando responsabilidades.

 

A escola é o lugar onde as crianças passam grande parte do seu dia, sendo, na maioria dos casos, o primeiro lugar fora da família onde iniciam sua socialização.

 

Na adolescência, este passa a ser um dos principais espaços a partir do qual estreitam-se muitos laços de amizade. E,

especialmente, a escola é um lugar onde se tecem significativos aprendizados, que servirão de base para inserções futuras no mundo. 

 

Assim, dada a relevância da escola na vida cotidiana de crianças e adolescentes, é importante que a família esteja engajada. E que não seja para resolver problemas ou somente para auxiliar nas tarefas de casa como também é comum, mas para participar verdadeiramente da experiência escolar, acompanhando o processo de escolarização.

 

Alguns pais confundem essa participação com o ato de vigiar e controlar, o que acaba provocando distanciamento do filho adolescente e sendo pouco efetivo com o filho pequeno. Não é fácil saber o quanto e o como se envolver. Muitas vezes o processo de escolarização significa um aprendizado pros pais tanto quanto este é pra própria criança.

 

Yara de Paula Picchetti

Psicóloga USP

Mestra em Educação UFRGS

Texto originalmente publicado na Revista Fundamental - Ano 05 - Edição 19 - Abril 2015.

Rua Gomes Portinho, 17, sala 1202          Novo Hamburgo - Centro         Tel.(51)98143-8896